O funk e a criminalização da cultura periférica jovem no Brasil, por GG Albuquerque

Fábio de Carvalho. O funk é, por excelência, a mais manifesta expressão da cultura jovem periférica do Brasil contemporâneo. Suas vertentes cantam e produzem a história de bairros e cidades partindo da expressão pessoal e narrativa comunitária. O embate do funk com as forças repressoras do estado datam de suas origens, e hoje a institucionalização dessa violência contra a periferia continua crescente em tempos bolsonaristas.

A matéria da Noisey, assinada por GG Albuquerque, produz um importante panorama sobre a situação do funk, e sobre a prisão de um de seus mais importantes ícones, DJ Rennan da Penha.

Matéria assinada por GG Albuquerque

Fotos de Matias Maxx 

LEIA AQUI

1566585958462-20180401Funk150BPM_BailedeGaiola_fotoMatiasMaxx-7675

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *