Diálogos Impertinentes: a televisão universitária em encontro com a sociedade

Por Fábio de Carvalho. O Diálogos Impertinentes foi um programa universitário produzido pela TV PUC em parceria com o Sesc São Paulo e a Folha de São Paulo. No ar de 1995 a 2007, o programa contou com participações de importantes figuras da cultura e intelectualidade brasileira. Trazendo o debate entre diferentes perspectivas sobre temas como utopia, urbanismo, paixão o Diálogos representa um raro momento de convergência entre academia, televisão e sociedade brasileira.

Os resultados imensos, amiúde esquecidos, podem ser exemplificados em uma das primeiras edições do programa. A partir do tema d’O Acaso, o poeta Haroldo de Campos e o físico Luís Carlos de Menezes discutem o inesperado, o fortuito como possibilidade de invenção.

A ciência e a criação poética convergem quando Menezes interrompe Haroldo sobre questão do modernismo e pós-modernismo e afirma: “… quando você fala que mudou a física do poema, eu diria que na mesma época mudou a poesia da física.”. O Diálogos Impertinentes é uma joia da comunicação transdisciplinar na televisão brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *