A reflexão sobre a conduta humana em “O Cidadão Ilustre”

Nesta entrevista, o professor Ivan Paganotti (FIAM-FAAM), convidado do Seminário Políticas da Narrativa, organizado, neste mês, pelo grupo de pesquisa Mídia e Narrativa, analisa o filme argentino “O Cidadão Ilustre”, sob a perspectiva da crítica da mídia e da ética. Paganotti aborda a reciprocidade dos mecanismos de julgamento: “uma hora estamos julgando e outra estamos sendo julgados”. Diz ainda que numa sociedade “onde a produção e o consumo da mídia estão muito conectados […], precisamos saber nos posicionar de uma forma menos hostil ao fazer essa transição”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *