A guerra semiótica de Bolsonaro, com Felipe Pena

Felipe Pena, jornalista, psicanalista e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), esteve presente na PUC Minas, Campus Coração Eucarístico, no dia 05 de março ministrando a palestra Jornalismo de Resistência: A Última Fronteira da Democracia.

Com o auditório cheio, o colunista semanal do Jornal Extra discutiu sobre a guerra semiótica de Bolsonaro, destacando como a mensagem e seu discurso são utilizados como ferramenta de manipulação no atual governo. Em sua breve passagem pelo Campus, Felipe concedeu uma entrevista ao CCM e abordou temáticas como as fake news e sua disseminação no cenário atual do país e as táticas usadas pelo presidente e sua equipe para desviar a atenção da população dos verdadeiros problemas existentes.  

Felipe ressalta, ainda, o papel fundamental do bom jornalismo na desestruturação das notícias falsas. O professor declara que “quando a democracia está sob ataque, todo jornalismo é de resistência, porque se não é de resistência não é jornalismo”, evidenciando a importância da formação e da existência de profissionais qualificados para atuar de forma ética e responsável na luta pela verdade e pela justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *