A construção jornalística da narrativa do impeachment

A pesquisadora Eliara Santana, doutoranda em linguística e integrante do grupo de pesquisa Míd (Mídia e discurso), analisa, nesta entrevista, o modo como o Jornal Nacional atuou na crise que levou ao afastamento da presidenta. Para ela, o telejornal utilizou, na comunicação com seu público, dois repertórios principais: corrupção e crise econômica, em padrões de narrativa que envolvem estratégias de enquadramento e silenciamento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *